São Miguel Paulista recebe Hospital Dia da Rede Hora Certa



Com investimento de R$ 13 milhões, hospital contará com Centro de Especialidades em Reabilitação (CER IV) e Centro de Especialidades Odontológicas (CEO III), entre outros serviços
Por Keyla Santos e Cecília Figueiredo

Será inaugurado nesta sexta-feira (23/01), às 10h, o Hospital Dia da Rede Hora Certa de São Miguel Paulista (zona Leste). Com 3.680 m² de área construída, o Complexo de Saúde contará com Centro de Especialidades em Reabilitação (CER IV) e Centro de Especialidades Odontológicas (CEO III). O processo de reconstrução durou um ano e oito meses e teve investimento de R$ 13 milhões. A expectativa é que garanta inicialmente seis mil atendimentos, entre cirurgias eletivas, exames e consultas de especialidades. “Já temos seis Hospitais Dia em funcionamento e, até o final do ano, chegaremos a 15, além das 4 unidades móveis”, disse o secretário municipal de Saúde José de Filippi Jr.

Duas etapas

Os serviços do Hospital Dia São Miguel Paulista serão ativados em duas fases, visando à segurança e qualidade do atendimento ao cidadão. De início, contará com 10 especialidades médicas, incluído Centro Oftalmológico Especializado, realização de pequenas cirurgias e oftalmológicas e oferta de 15 exames de apoio diagnóstico. Na segunda etapa, prevista para o segundo semestre deste ano, serão 23 especialidades médicas, inclusão de cirurgias de médio porte e 21 exames de apoio diagnósticos.

A ideia inicial, de acordo com Filippi, era fazer duas salas para pequenas cirurgias no ambulatório. Uma obra que chegaria a um custo final de R$ 2 milhões. No entanto, durante a execução das obras, uma série de problemas foi identificada no imóvel, fazendo com que se optasse em realizar a reconstrução de vários espaços, ao invés de adaptações.

“Sabemos que saúde não se faz só com prédios. É preciso ter profissionais capacitados e um processo de trabalho unificado. Porém, ter uma unidade equipada e moderna como é este Hospital Dia, que será o maior da zona Leste, preparado para dar mais resolutividade e maior eficácia ao tratamento, certamente contribui para reduzir o tempo de espera e dar qualidade no atendimento”, afirmou Filippi.

Para Claudia Afonso de Castro, coordenadora regional de Saúde Leste, a chegada do Hospital Dia São Miguel Paulista – Rede Hora Certa - beneficiará a toda a população, direta ou indiretamente. “Desafogará hospitais e equipamentos de urgência e emergência, não apenas no território, mas de outros distritos”, disse.

De acordo com Eliete Magda Favaro, supervisora de Saúde de São Miguel Paulista, a inauguração dará sequência ao acesso e qualidade. “Teremos oportunidade de garantir acessibilidade, mas também resolubilidade na região, porque não apenas reformamos o serviço, mas ampliamos considerando a linha de cuidado necessária à comunidade local, que é de aproximadamente 370 mil habitantes”, afirmou. Para a construção do novo equipamento foi aproveitada área do antigo Ambulatório de Especialidades Doutor Tito Lopes da Silva, inaugurado em 1982.

E já tem munícipe de consulta marcada

Mesmo antes de sua inauguração, o local já tem munícipe agendado. Trata-se do eletricista aposentado Antonio Lopes. “Vejo com alegria a chegada do Hospital Dia. É luta nossa, resultado de participação popular. É conquista do Movimento de Saúde da zona Leste. Eu já estou sendo beneficiado. Vou ser atendido, a partir do dia 27, às terças e sextas-feiras, na fisioterapia [CER IV]”, comemora Lopes.

Morador da Vila Jacuí, ativista do Movimento de Saúde da Zona Leste e conselheiro da UBS Sítio Casa Pintada, Lopes valoriza a luta em defesa do SUS. “Estamos na luta desde os anos 1980 e muitas mudanças ocorreram. A luta é boa, vale a pena e se traduz em conquista de todos. Essa é uma delas”, finalizou o aposentado.

O Complexo de Saúde conta com Hospital Dia, centro cirúrgico, policlínica especializada e centro de diagnóstico especializado; CER IV; CEO III. A distribuição dos serviços de saúde é feito em três pavimentos. No piso térreo ficam o Hospital Dia, a policlínica especializada e o centro de apoio diagnóstico. No piso superior estão instalados o CEO III, laboratório de prótese odontológica, centro oftalmológico especializado, farmácia, administração e anfiteatro. E no piso inferior estão instalados o CER IV, centro de diagnóstico por imagem e o serviço de arquivo médico e estatística (SAME).

Você sabe o que o CER e o CEO fazem?

CEO III - O Centro de Especialidades Odontológicas III possibilitará uma ampliação na oferta e qualidade do atendimento à população. Os consultórios atenderão a pessoas que necessitam de cuidados especiais (gestantes, pessoas com HIV etc.) contará com serviços de semiologia (exame clínico, biópsia), endodontia (canal), periodontia (gengiva) e cirurgia oral menor e raio-X. O serviço conta também com laboratório de prótese dentária, que passará a funcionar no segundo semestre deste ano.

CER IV - O Centro de Reabilitação IV São Miguel é parte do programa federal Viver Sem Limites e compõe a Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência. Integrado ao trabalho dos Núcleos Integrados de Reabilitação (NIR), de Saúde Auditiva (NISA) e do Programa de Acompanhante da Pessoa com Deficiência (APD), o CER IV tem por objetivo fortalecer as ações nas modalidades de reabilitação física, auditiva, intelectual e visual. A meta é ampliar o acesso, qualificar o atendimento, articular e integrar os serviços de saúde de forma a garantir a integralidade do cuidado às pessoas com deficiências temporárias ou permanentes.





Comentários