São Miguel Paulista, na zona leste, ganha o sétimo Hospital Dia da cidade

Unidade terá centro cirúrgico, consultórios com médicos especialistas e centro de diagnóstico especializado. Ampliação de vagas em Hospitais Dia têm contribuído para a redução da fila



A partir desta sexta-feira (23), os munícipes da cidade poderão contar com mais um equipamento de saúde na zona leste da capital. Isso porque a Prefeitura inaugurou nesta manhã o Hospital Dia São Miguel Paulista, uma nova unidade da Rede Hora Certa. Com investimentos de R$ 13 milhões, entre obras e equipamentos, a região será beneficiada com centro cirúrgico, consultórios com médicos especialistas e um centro de diagnóstico especializado.

No mesmo prédio, também funcionará um Centro Especializado de Reabilitação (CER tipo IV) e um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). Organizado em três pavimentos, o Hospital Dia São Miguel será a maior unidade da Rede Hora Certa na região e terá profissionais da administração direta.

"Nós estamos celebrando em alto estilo [antecipadamente] o aniversário de São Paulo. Esse aqui é o sétimo Hospital Dia que entregamos. Trata-se de uma unidade em que não precisamos internar o paciente. Ele faz cirurgia e pode se restabelecer em casa. Estamos ampliando as especialidades e os centros cirúrgicos para que os hospitais gerais funcionem melhor. Isso tudo vai desatando os nós da Saúde", afirmou o prefeito Fernando Haddad, durante a inauguração do equipamento.

A unidade, que conta com 3.860 metros quadrados, teve a estrutura do antigo Ambulatório de Especialidades Dr. Tito Lopes da Silva aproveitada. O equipamento foi totalmente reformado e ampliado para atender as necessidades locais e contará com especialidades médicas, cirurgias eletivas de baixa e média complexidades, exames de apoio diagnóstico, consultas odontológicas e centro especializado de reabilitação. As obras duraram um ano e oito meses.

"Eu duvido que tenha um equipamento de saúde privado aqui em São Miguel Paulista com a qualidade que vocês vão ter aqui dentro. Esse é o SUS que nós estamos construindo na cidade de São Paulo", afirmou o secretário municipal de Saúde, José de Filippi Júnior.

Os serviços do Hospital Dia São Miguel Paulista serão ativados em duas fases, de modo a garantir a segurança e qualidade do atendimento ao cidadão. A priori, a unidade contará com 10 especialidades médicas, dentre as quais neurologia, otorrinolaringologia, infectologia, mastologia, urologia e um Centro Oftalmológico Especializado. Haverá ainda a realização de cirurgias de pequeno porte e oftalmológicas, além da oferta de 15 exames de apoio diagnóstico. Entre estes, ultrassonografia, mamografia, raio-X, colonoscopia, colposcopia e biópsias. Em uma segunda etapa, prevista para o segundo semestre deste ano, serão inauguradas outras 23 especialidades médicas, com inclusão de cirurgias de médio porte e de 21 exames de apoio diagnósticos.

"O bairro de São Miguel Paulista recebe hoje uma das mais belas e avançadas unidades de saúde especializada do nosso município. Sabemos que esta unidade não somente atenderá sua área de abrangência, mas também outras regiões periféricas, onde não existem os serviços que aqui serão prestados", disse Paulo Roberto Beninelo, membro do Conselho Gestor da Supervisão de Saúde de São Miguel Paulista e do Conselho Municipal de Saúde.

Este é o sétimo Hospital Dia da Rede Hora Certa inaugurado desde o início da atual gestão. Foram também inauguradas unidades na Brasilândia, Itaim Paulista, Penha, Lapa e duas em M'Boi Mirim. Há ainda outras quatro unidades da Hora Certa Móvel, em funcionamento nos bairros Tucuruvi, Lapa, Guaianases e Santo Amaro.

A Prefeitura tem como meta implantar, até o fim de 2016, 32 unidades Hospital Dia, sendo uma por subprefeitura. Atualmente, estão em obras as unidades de São Mateus, Mooca, Vila Prudente, Ipiranga, Butantã, Vila Maria/Vila Guilherme, Campo Limpo e Cidade Ademar. Os Hospitais Dia de Ermelino Matarazzo e Carrão/Aricanduva estão em processo para início das obras.

Redução da fila

Durante a inauguração, o prefeito explicitou que a ampliação de vagas em Hospitais Dia também contribui para a redução da fila de todos os procedimentos da área da Saúde. "Nós chegaremos ao final do ano com 20 deles. A nossa expectativa é que isso ajude a desafogar ou deixar de congestionar os hospitais [gerais]. A nossa fila herdada de 810 mil procedimentos para serem agendados já caiu para 620 mil. Ainda temos um caminho a percorrer, mas queria lembrar que antes da minha posse, a fila aumentava 20% ao ano. Nós poderíamos estar hoje com uma fila hoje de 1,2 milhão procedimentos e estamos com a metade disso", afirmou Haddad.

De acordo com o secretário José de Filippi Júnior, o tempo de espera para a realização de ultrassom, por exemplo, caiu de 7 meses para 50 dias ao longo dos dois últimos anos. "São 18 hospitais na rede municipal. Nós fazíamos em média 30 mil cirurgias ambulatoriais nesses hospitais. E a cirurgia ambulatorial brigava por espaço e pelo fluxo com cirurgias de emergência. Então as cirurgias ambulatoriais eram canceladas. Aqui realizaremos uma série de cirurgias: dermatológicas, ortopédicas, do nariz, do olho, cirurgias pediátricas, ligadas à saúde da mulher, etc.", destacou o secretário.

Também estiveram presentes na entrega do equipamento os secretários municipais Mariane Pinotti (Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida), Denise Motta Dau (Políticas Para as Mulheres), Artur Henrique (Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo), Nunzio Briguglio (Comunicação) e Ricardo Teixeira (Coordenação das Subprefeituras), além do deputado federal Paulo Teixeira e do senador Eduardo Suplicy.

Centro de Especialidades Odontológicas III

O Centro de Especialidades Odontológicas III possibilitará uma ampliação na oferta e qualidade do atendimento especializado à população. Os consultórios atenderão a pessoas que necessitam de cuidados especiais (gestantes, pessoas com HIV, etc.) e contará com serviços de semiologia (exame clínico, biópsia), endodontia (canal), periodontia (gengiva) e cirurgia oral menor, além de raio-x. O serviço conta também com laboratório de prótese dentária, que passará a funcionar no segundo semestre deste ano.

O Centro de Reabilitação IV
O Centro de Reabilitação IV São Miguel integra o programa do governo federal 'Viver Sem Limites' e compõe a rede de cuidados à pessoa com deficiência. Integrado ao trabalho dos Núcleos Integrados de Reabilitação (NIR), de Saúde Auditiva (NISA) e do Programa de Acompanhante da Pessoa com Deficiência (APD), o equipamento tem o objetivo de fortalecer as ações nas modalidades de reabilitação física, auditiva, intelectual e visual.

Além do acolhimento, a equipe do CER, em conjunto com o usuário, seus familiares e acompanhantes, vai desenvolver ações de reabilitação de maior ou menor intensidade e frequência, conforme  a necessidade de cada um dos casos. O atendimento pode ser individual, em grupo e em oficinas terapêuticas. O CER São Miguel também realiza treino de orientação e mobilidade, para a realização de atividades instrumentais de vida diária e prática (AIVD e AIVP), prescrição, adaptação e fornecimento de meios auxiliares de locomoção, órteses, aparelhos auditivos, entre outros. Busca-se também a estimulação precoce de crianças com distúrbios do desenvolvimento neuropsicomotor, buscando intervir o mais cedo possível na aquisição e desenvolvimento das habilidades motoras, sensoriais, cognitivas e sociais.


Fonte: http://www.capital.sp.gov.br/portal/noticia/5258

Comentários