Marina critica 'artilharia' de PT e PSDB e diz que estará no segundo turno

Segundo ela, programa de governo evitou que candidatura virasse 'pó'.
Candidata do PSB participou de carreata em São Paulo neste sábado (4).



A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, durante ato político em SP (Foto: Márcio Pinho/G1)


A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, afirmou neste sábado (4) que PT e PSDB se uniram "na mesma artilharia" contra ela durante a campanha eleitoral. A ex-senadora disse ainda ter certeza de que estará no segundo turno. A afirmação foi dada durante corpo a corpo com eleitores em São Miguel paulista, na Zona Leste de São Paulo, no último ato de campanha antes da votação deste domingo (%).

No local, Marina falou com jornalistas e fez um balanço da campanha que, segundo ela, foi "bonita e encantou" o Brasil. Ainda segunda a candidata, a campanha foi "propositiva" a não devolveu na mesma moeda ataques de outros candidatos.
"Ter o PT e o PSDB unidos na artilharia contra nós, um grupo de partidos pequenos com dois minutos de televisão. Só nós não tivéssemos um programa, teríamos sido reduzidos a pó", disse. Para Marina, o programa de governo é um dos pontos altos de sua candidatura. "O nosso programa, a nossa coerência, a nossa postura, é a nossa fortaleza", afirmou.
Questionada sobre o crescimento de Aécio Neves nas pesquisas eleitorais, a presidenciável afirmou ter certeza de que estará no segundo turno. A declaração foi dada por volta das 15h30, antes da divulgação das novas pesquisas Ibope (*) e Datafolha (**), que mostram Aécio Neves à frente de Marina Silva pela primeira vez desde a oficialização do nome dela Marina Silva como candidata da chapa liderada pelo PSB.
De acordo com o Ibope, a candidata Dilma Rousseff (PT) aparece com 46% das intenções de votos, considerando-se apenas os votos válidos - para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O tucano Aécio Neves aparece com 27%, seguido por Marina Silva, que tem 24% das intenções de voto.
Na pesquisa Datafolha, que também considera apenas os votos válidos, Dilma tem 44% das intenções de voto; Aécio aparece com 26%; e Marina, com 24%.
"Tenho certeza que estaremos no segundo turno. Fizemos uma boa campanha. Tivemos um bom combate", disse a ex-senadora. "A campanha está animadíssima. Estamos vitoriosos. Fizemos uma campanha limpa. Uma campanha bela, com envolvimento da sociedade [...] Para nós, não vale ganhar a qualquer custo."
Ela fez alguns minutos de corpo a corpo na Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, em São Miguel Paulista. Em seguida, seguiu em carreata com membros da coligação e uma de suas coordenadoras de campanha, a deputada federal Luiza Erundina (SP)
(*) O Ibope ouviu 3.010 eleitores entre os dias 2 e 4 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01021/2014..
(**) O Datafolha ouviu 18.116 eleitores em 468 municípios nos dias 3 e 4 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01037/2014.
Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/eleicoes/2014/noticia/2014/10/marina-critica-artilharia-de-pt-e-psdb-e-diz-que-estara-no-segundo-turno.html?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=g1

Comentários