Paciente sem identidade está internado há três meses em SP, foi atropelado na Zona Leste

Ele foi atropelado em setembro e levado para Hospital Santa Marcelina.
Polícia colheu as digitais dele, mas nenhum registro foi encontrado


Um homem está internado em um hospital em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, há três meses e os funcionários não sabem quem são os parentes dele. As únicas pistas que se tem sobre ele são duas tatuagens com os nomes "Mãe Raimunda" e "José Raimundo".
O paciente foi atropelado em 6 de setembro na Marginal Tietê. Ele foi levado, inicialmente, para o Hospital Vila Nova Cachoeirinha e, no dia seguinte, acabou transferido para o Santa Marcelina. O rapaz não anda, não fala e não esboça qualquer reação. Os médicos acreditam que tudo isso seja por causa do trauma do acidente.
A polícia já colheu as digitais dele, mas nenhum registro foi encontrado. É possível que o paciente não seja de São Paulo. Enquanto nada é descoberto, as enfermeiras carinhosamente chamam o rapaz de Rogério, mas o que todos querem é saber a real identidade dele.
Se você tem alguma pista da identidade do paciente ou da família dele, pode ligar no serviço social do Hospital Santa Marcelina. Os números são (11) 2070-6276/2070-6278/2070-6345/2070-6245.

Comentários

  1. A família já foi encontrada. Fonte site do Hospital Santa Marcelina.

    ResponderExcluir

Postar um comentário