Prefeitura de SP promete desengavetar obras antienchente

AE - Agência Estado


Depois de uma manhã quente, em que os termômetros chegaram a 32ºC, uma chuva forte no começo da tarde deixou 15 pontos de alagamento em São Paulo - os piores na Avenida Prestes Maia e na Rua Newton Prado, na região central. Mas, segundo a Prefeitura, essa situação pode ser menos comum no próximo verão: o prefeito Fernando Haddad (PT) prometeu desengavetar 79 obras antienchente na cidade, que podem "ajudar ou resolver" os problemas pontuais de alagamento.

Entre os endereços que receberão intervenções estão a Rua Dona Leopoldina e o Córrego Jaboticabal, no Ipiranga, e a Praça Luís Carlos Mesquita, na Lapa. O orçamento estimado é de R$ 150 milhões.

Segundo Haddad, são obras de microdrenagem que podem ser feitas em um ano, com efeitos a curto prazo, e consistem em pequenas reformas de galerias e canais. Também não são projetos novos: o prefeito admite "desengavetar" obras paradas há "5, 10, 15 anos" na Prefeitura. "Tiramos da gaveta esses projetos, faremos a reavaliação técnica e vamos licitar. É possível até o verão que vem? Sim, se a gente correr com o prazo", disse em entrevista ao portal UOL na semana passada.

A Secretaria de Infraestrutura Urbana (Siurb) está responsável pelas licitações. Serão cinco lotes de obras. O primeiro engloba as Subprefeituras da zona sul: Santo Amaro, Ipiranga, Capela do Socorro e Jabaquara. O outro, zonas oeste e centro-leste, como Lapa, Sé, Pinheiros e Mooca. Na zona norte, Piritituba/Jaguaré, Freguesia do Ó, Casa Verde, Santana/Tucuruvi, Jaçanã/Tremembé e Vila Maria/Vila Guilherme estarão contempladas.


Os dois últimos lotes dizem respeito a obras que serão feitas na zona leste, na Penha, em Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, São Miguel Paulista, Itaquera, Vila Prudente e Aricanduva/Vila Formosa.

Pompeia


Outros endereços emblemáticos das enchentes de São Paulo terão de esperar um pouco mais, como é o caso da Pompeia, na zona oeste. "Tem problema que não envolve microdrenagem. Envolve macrodrenagem. Por exemplo, Pompeia, Luís Inácio Anhaia Melo e Praça da Bandeira são obras estruturais, de dois anos, três anos, que vamos licitar", afirmou Haddad.

A administração tem dois projetos de piscinões na Praça da Bandeira e na Anhaia Melo, mas que ainda não saíram do papel. Também existe verba do PAC liberada para a Prefeitura construir dois piscinões na bacia do Rio Aricanduva, na zona leste, e outros dois na bacia do Córrego Zavuvus, na zona sul. Ambos estão em fase de licitação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/geral,prefeitura-de-sp-promete-desengavetar-obras-antienchente,1006137,0.htm

Comentários