Bruno Covas em São Miguel Paulista,.Antônio Abrão Asse e Valéria

Bruno Covas em São Miguel Paulista,.Antônio Abrão Asse e  Valéria

Foto e reportagem de Vitor Santos

Bruno Covas ouviu atenciosamente da Educadora Valéria as Revindicações e Projetos para melhorar o ensino na Zona Leste, sobretudo em São Miguel Paulista.

Antônio Abrão Asse Superintende da Associação Comercial de São Miguel Paulista, destacou a atuação da Distrital em prol do crescimento Econômico na Zona Leste.


O secretário do Meio Ambiente Bruno Covas e pré- candidato à Prefeitura de São Paulo, esteve em São Miguel Paulista, durante encontro com amigos e Correligionários, manisfestou seu desejo de ser prefeito de São Paulo.

Bruno Covas foi recebido com festa e faixas por muitos amigos, estudantes e a imprensa local.

Bruno Covas falou dos seus projetos, conclamou a participação de toda sociedade na realização do sonho de transformar São Paulo em uma Cidade mais humana, justa e sustentável.

O pré candidato Bruno Covas demosntrou conhecimento da estrutura e do funcionamento de todas secretarias do Governo Estadual e Municiopal.

Bruno Covas lembrou ainda, de seu avô Mario Covas, que foi um dos mais importantes políticos brasileiros, sobretudo no processo de abertura política e no movimento das Diretas Já.

Edson Aparecido - Deputado federal PSDB Precisamos de gente como Bruno Covas, com perfil ético e que teve como referência o seu avô, o saudoso Mário Covas, para construirmos um Estado cada vez melhor, com oportunidades e justiça social.

Bruno Covas, tem 31 anos, é casado, pai de um filho. Advogado, formado pela USP, e economista, formado pela PUC-SP. É mestrando em Administração Pública pela FGV-SP. Professor de Direito Constitucional na ESAMC-Santos.

Natural de Santos, onde estudou nos colégios Carmo e Lusíadas, quando foi estudar em São Paulo, no colégio Bandeirantes, teve a oportunidade de morar com o avô Mario Covas.

Primeiro secretário da Juventude do PSDB em dois mandatos (1999 a 2001/2001 a 2003), presidente estadual (2003 a 2005/2005 a 2007) e presidente nacional (2007-2011).

Em 2005 e 2006 foi assessor da liderança do Governo na Assembleia Legislativa de São Paulo e lá começou a aprender a dinâmica complexa de uma casa de leis.

Eleito deputado estadual em 2006 com 122.312 votos, foi considerado o deputado mais atuante da legislatura (2007/2010) pelo Movimento Voto Consciente. Foi reeleito no último pleito com 239.150 votos, sendo o deputado mais votado do Estado de São Paulo.

Foi presidente da Comissão de Finanças e Orçamento no primeiro biênio (2007-2008) e relator do Orçamento do Estado por dois anos consecutivos (2009-2010).

Integrou ainda as Comissões de Direitos Humanos e de Defesa dos Direitos do Consumido e foi presidente da Frente Parlamentar de Apoio à Comunidade Luso-Brasileira e Coordenador da Frente DST-Aids.

Foi autor de mais de 60 projetos de lei. Dentre eles, destacam-se o PL de Responsabilidade Administrativa, que proíbe obras e programas parem com o início de um novo governo; e o PL de Criação de Grêmios nas Escolas, que contribui para a formação dos núcleos do Movimento Estudantil em todas as escolas; e o PL da Avaliação do Ensino Público, que institui a avaliação dos alunos como método para o pagamento de bônus por mérito aos professores.

Foi autor da lei que tornou obrigatória a realização da Virada Cultural em todas as regiões do Estado.

Foi relator de mais de 180 projetos de lei, como a Nota Fiscal Paulista, que diminui a carga tributária e devolve tributo diretamente para o cidadão.

Sua atuação presente e combativa em Plenário se destaca, tendo comparecido em 100% das sessões em 2008, 2009 e 2010.

Foi presidente da CPI do ECAD, membro da CPI da CDHU e relator da CPI da BANCOOP.

Desde janeiro de 2011, atendendo convite do Governador Geraldo Alckmin, é o novo secretário de Estado do Meio Ambiente.

Comentários